Olá pessoal! Hoje temos um depoimento muito especial de uma paciente que fez sua avaliação em 2018 e começou seu tratamento em 2020. Como sempre falamos, cada pessoa tem o seu tempo, o importante é fazer como ela, ir atrás de ajuda! E não desistir! Hoje ela recebe alta para uma vida sexual sem dor!

Parabéns querida!! Seja muito feliz nessa nova fase da sua vida!! Comemore muito sim! Vocês merecem!

Dra Rose! Parabéns!! Mais uma paciente com outro rumo na vida graças a você!


Olá,

Pensei se deveria relatar sobre o meu processo, mas não demorei muito para relembrar que os depoimentos de outras pessoas também me trouxeram até aqui.

Iniciei meu namoro (com meu atual marido) em 2011 e nos casamos quase três anos depois. Até então, era virgem. Já havíamos tentado relações sexuais, mas eu não conseguia, sentia bastante dor, como se uma faca estivesse me rasgando por dentro. Não me sentindo à vontade para comentar com ninguém, me apeguei ao fato de que casaríamos em breve e aí sim, conseguiríamos ter relações.


O dia do nosso casamento chegou e na noite de lua-de-mel, nada aconteceu. Mais tentativas sem sucesso. Por um período de tempo me conformei de que meu caso não teria uma solução e passei a conviver com este problema. Me sentia um ET em rodas de conversas entre amigas. Como podia elas falarem sobre relações sexuais de uma forma tão leve, como se fosse algo prazeroso e descomplicado?

Por muito tempo conversei com meu marido de que eu não conseguiria solucionar este caso, que nunca seria mãe e que ele poderia terminar nossa história, se assim preferisse. Acreditava que talvez ele não estivesse 100% feliz ao meu lado. Ele sempre amoroso e compreensivo, me dizia que já era muito feliz e que tudo bem se nunca conseguíssemos ser pais, que adotaríamos! O importante era que eu não sentisse dor.

Apesar de, aparentemente, ter desistido da solução, uma certa noite depois do trabalho procurando qualquer ajuda, encontrei um vídeo da Dra. Débora Pádua. Marquei minha avaliação e lá estava eu, em maio de 2018 sendo atendida pela Dani e Dra. Débora que me diagnosticaram com vaginismo leve, que deveria ser tratado em 12 sessões com um possível pedido de mais 3.

Saí da consulta abastecida de informações e feliz por ter encontrado pessoas que me entendessem e me respeitassem. Dois anos depois, em 2020, foi quando me senti pronta para iniciar meu tratamento. Escolhi a Dra. Rose e a cada sessão não conseguia acreditar nas minhas evoluções, mesmo os resultados sendo nítidos.

Comentei várias vezes com a Dra. de que eu imaginava que meu caso seria o mais difícil da clínica, e ao contrário do que pensei, evoluí tão rapidamente que mal me reconhecia.
Brinquei, na minha alta, de que eu comemoro dois aniversários: o do dia do meu nascimento e o da minha alta.

O fato de ter me libertado do vaginismo me fez escutar meu corpo, conhecer minhas preferências, intensificou meu casamento, abriu um leque gigante de possibilidades que estou aberta a conhecer. Hoje coleciono novas experiências.

Deixo aqui meu agradecimento formal à toda equipe e especialmente à Dra. Rose que agora faz parte da minha história. À clínica da Dra. Débora: vocês não têm ideia do quanto o trabalho que fazem diariamente com cada uma muda radicalmente nosso olhar sobre nós mesmas. Vocês devolvem auto estima, relacionamentos, amor próprio, coragem e proporcionam permissão para vivermos livres, como quisermos. Desejo que prosperem e que restaurem mais vidas, como a minha.

Obrigada!!

Agendamento

Deixe seus dados e entraremos em contato







    Forma preferida de contato:

    Expediente:
    Seg a Qui: 8h às 22h
    Sex: 8h às 21h
    Sábado: 8h às 17h

    © 2021 Clínica Débora Pádua - Todos os Direitos Reservados. Site com SEO Criação