Olá pessoal! Hoje temos um depoimento de uma paciente muito querida! Ela achou a gente pelo Insta e agendou sua avaliação. 15 sessões depois ela está recebendo alta conseguindo ter relação sem dor, usar absorvente interno, realizar exames ginecológicos normalmente! Como deve ser!!!

Parabéns querida! Seu sucesso é fruto do seu empenho no tratamento!♥️

Parabéns Dra Daniele Moreira!! Sempre um sucesso na equipe, mudando a vida de nossas pacientes para sempre! 🎉

woman-searching

Olá pessoal.
E eu que achava que não iria ter o meu depoimento aqui no Instagram da Dr. Débora.
rsrs
Bom… gostaria de começar contando um pouco sobre mim.

Comecei a namorar em 2008. Era um namoro a distância então já podem imaginar que não tinha muito contato físico. Rsrs. Todas as  vezes que a gente se encontrava e a gente ia tentar ter uma relação sexual eu não conseguia. Era muito triste e eu pensava:” poxa, eu não sou normal. Porque outras mulheres conseguem e eu não? “Aqui nos depoimentos como muitas pessoas já falaram sobre religião e famílias, não vou entrar nesses detalhes porque acho que muitas devem passar pelos mesmos problemas assim como eu também passei. Enfim, vamos lá.

Vai fazer 6 anos que vim morar com o meu marido; de casada mesmo tem 3 anos. E eu até então nesse tempo de relacionamento nunca consegui ter a abençoada penetração. Com isso, mesmo a gente se gostando muito, isso foi fazendo a gente se afastar muito um do outro. Ele já não tinha mais vontade e eu também já nem tentava porque já sabia que ia ser frustrante. Quando a gente começou a morar junto comecei a fazer um tratamento com uma sexóloga. Depois fui para uma terapeuta e iniciamos alguns exercícios para eu perder o meu medo de ter relação. Eu era daquelas pessoas que não conseguia ver nada entrando no canal vaginal. Ou eu fechava os olhos ou saia de perto de qualquer cena que mostrasse.

Com o tempo de terapia fui  perdendo um pouco desse medo. Iniciamos com o uso dos absorventes internos e, nossa, que tristeza, doía demais. Depois tentamos o uso da prótese e às vezes entrava com muito sufoco e outras  vezes não. Depois de algum tempo fazendo terapia a terapeuta recomendou buscar ajuda com um fisioterapeuta (gente não sabia que tinha fisioterapia pélvica, kkkk) isso foi uma novidade para mim. Então resolvi pesquisar no Instagram e ver se achava algo assim e se estava sendo bem avaliado. Daí tcharam…. achei o da Dr. Débora. Comecei a ler os depoimentos e no início achava “ah é  pouco tempo demais para um sofrimento que já venho tendo a muito tempo”. Não é possível. Mais pensei: “Não custa tentar”. Fui conversar primeiro com a terapeuta e ver o que ela achava e ela  falou: “pode ir já na próxima semana”. Kkkkkkkkk. Até porque eu ia parar nela e começar em outro por questões financeiras.

No outro dia entrei em contato com as secretárias da clínica morrendo  de vergonha de ser julgada e tal. E o primeiro contato gente… maravilhoso! Marquei a avaliação a Dr. Dani Moreira. Quando cheguei na clínica… Pense num ambiente agradável! Fui  muito bem recebida por todas. Isso mesmo mulherada: a faxineira, as secretárias e as duas Danis que fizeram minha avaliação. Rsrs. Cheguei me sentindo muito pequena como se eu não fosse mulher contei todos os meu problemas que vinha sofrendo e elas só me escutando. Até aí beleza. Fomos para a avaliação para saber quantas sessões eu ia precisar. Fui muito bem atendida. A Dr.  foi fazendo respeitando os meus limites perguntando se estava tudo bem. Daí quando ela terminou ela disse que eu precisaria fazer apenas 15 sessões e se precisasse mais 3. Gente, sai de lá com uma pulga atrás da orelha. Não acreditava. Até falei isso para a Dr. kkkkkk.

Beleza, iniciei meu tratamento e achando que as 15 sessões não iriam dar. Fui fazendo todos os exercícios que a Dani pedia para fazer. Eu costumava fazer quando eu estava sozinha até para eu me sentir um pouco mais confiante. Cada vez que eu voltava, eu já percebia que ficava mais fácil. Porém não acreditava. A Dani, coitada, tinha que me aguentar porque eu falava muito e fora os ataques de risos que me dava. Depois de um tempo, entra os exercícios com o parceiro sexual para pegar confiança e tentando naturalizar o máximo possível. Quando ela liberou para penetração… 100% penetração. Conseguir fazer os exames ginecologista que nunca tinha conseguido fazer. Fiz o ultrassom intra vaginal também. Fiquei tão feliz, não sentir dor nenhuma. Só um pouco de medo que eu considero ser normal para mim. Porém foi muito bom. Quanta evolução! Finalizando: foi o melhor investimento que já fiz na minha vida! Hoje tenho 28 anos. Se eu passasse por isso de novo não pensaria duas vezes. Consegui um resultado tão bom que não tinha conseguido antes nesses 12 anos que estou com meu atual marido.

Agendamento

Deixe seus dados e entraremos em contato






    Forma preferida de contato:

    Expediente:
    Seg a Qui: 8h às 22h
    Sex: 8h às 21h
    Sábado: 8h às 17h

    © 2021 Clínica Débora Pádua - Todos os Direitos Reservados. Site com SEO Criação