fbpx

Olá meninas!

Vim aqui compartilhar minha história de superação e como venci o vaginismo!
Eu já havia ouvido falar sobre essa disfunção, algo por cima em uma reportagem na TV, o que me causou até uma preocupação, pois na época estava noiva e prestes a casar e foi assim.

Minha história com o vaginismo começou após meu casamento, casei virgem e sem orientação e noção nenhuma de como seria minha vida sexual, nunca havia introduzido sequer um dedo na minha vagina, não conhecia o meu corpo, apenas sabia que na noite te núpcias perderia minha virgindade, porque “tem que ser assim”. Bom, isso na teoria, pois menstruei devido ao nervoso da festa, isso já dificultou um pouco as coisas. Depois da festa de casamento fomos para nossa noite de núpcias, eu com minhas expectativas e meu esposo com as dele, ali já não houve tentativa de penetração, devido a menstruação. Fomos para a lua de mel e começamos as tentativas e nisso eu não conseguia, sentia muita dor.

Passado 15 dias, comentei com uma colega da igreja que não havia conseguido ainda e que não estava deixando meu esposo nem chegar perto de mim. Ela na melhor das intenções comprou dois lubrificantes para nós, daqueles que esquenta e esfria, mas isso não ajudou, até piorou pois causava mais ardência e desde então me calei e fiquei sofrendo sozinha. Continuamos com as tentativas e cada vez só piorava, sentia muita dor, ardência, empurrava meu esposo para longe, travava as pernas, era um sofrimento e quando íamos para a relação, já estava indo com medo, devido a toda dor que estava me causando.

Como disse no início já tinha ouvido falar da disfunção, então fui pesquisar na Internet, achei muitas coisas, mas não esperava achar a clínica especializada, fiquei muito feliz e conversei com meu esposo. Infelizmente na época não tínhamos condições e deixamos de lado. Nesse período fiquei lendo os relatos e isso alimentava minha fé de que eu também iria conseguir, assim como você que está lendo até aqui, também vai. Cheguei a passar com uma ginecologista e a mesma me diagnosticou com vaginismo, tentei fazer uma fisio mais em conta, mas foi muito frustrante, parecia um atendimento comunitário e totalmente insensível, o que me deixou mais triste ainda.

Bom, finalmente nossas condições melhoraram, estávamos com 1 ano e 4 meses de casados, quando fiz minha avaliação com a Dra Dani, essa avaliação marquei com 1 mês de antecedência, 1 mês de ansiedade e chegou meu dia. Desde minha chegada, que até me atrasei demais, pois não sabia o caminho e me perdi, foram super compreensivas e me esperaram.

Quando vi a Dra Dani, entrei na sala e contei essa história, foi incrível, ela me avaliou e já conseguiu muito mais do que eu imaginava, me passou total segurança, ali mesmo já sabia que iria vencer essa dor e foi assim, na mesma semana já comecei o tratamento, a cada sessão era uma conquista, uma alegria, saia sempre realizada com um sorriso no rosto. O que falar da Dra Dani? Uma pessoa maravilhosaaaaaa, me passou total segurança, sempre atenciosa, prestativa, tirava todas as dúvidas, explicava com muito carinho e detalhava tudo. Eu e meu esposo não tivemos nenhum tipo de dificuldade, foi tudo além das nossas expectativas. Amava as sessões, pois não foi apenas uma tratamento de vaginismo, me descobri como mulher, descobri meu corpo, mudou muitas coisas dentro de mim. No dia da minha alta passou um filme e nem acreditava que já estava ali no final, não contive as lágrimas, chorei de alegria!!

Toquei o sinoooo e hoje estou curada meninas, curada!!! Só tenho a agradecer a Deus que me apresentou essa clínica maravilhosa e agradeço a essa equipe excepcional Clínica Débora Pádua, por cuidarem tão bem de nós!
E você que está lendo e passa por todo este problema, procure ajuda e vá sem medo, pois encontrará um lugar acolhedor, sensível e competente para te ajudar a superar!

Agendamento

Deixe seus dados e entraremos em contato







    Local preferido de atendimento:

    Forma preferida de contato:

    Matriz - Clínica São Paulo

    Rua Borges Lagoa 913, 10º Andar – Sala 101 Vila Clementino – São Paulo, SP

    Expediente:
    Seg a Qui: 8h às 22h
    Sex: 8h às 21h
    Sábado: 8h às 18h

    © 2024 Clínica Débora Pádua - Todos os Direitos Reservados. Site com SEO Criação