fbpx

Olá! Hoje, depois de seis meses que curei meu vaginismo, escrevo meu depoimento mais do que realizada e feliz!

Tenho 22 anos e com 17 anos comecei a ter relações sexuais com meu namorado, depois de quase um ano de namoro. O namoro era ótimo, eu me sentia segura e sempre muito à vontade com ele…porém, quando tentamos ter a primeira penetração, eu senti muita dor e nada aconteceu. Conversei com mãe, amigas e até minha médica, mas todos me diziam que era normal e que as “primeiras vezes” eram desconfortáveis, que eu só precisava relaxar e não ficar tensa, que eu precisava ficar mais excitada, e etc. Acreditei, mas quando íamos chegar no momento da penetração, não dava certo e eu não tinha ideia do porquê. A situação foi ficando cada vez pior e assim foram meses e anos. Eu, que sempre fui expansiva e confiante, me vi cada vez mais triste e me fechando para vários aspectos da vida: cada conversa sobre sexo ou namoro com as minhas amigas era torturante, cada consulta médica era terrível e eu chorava sozinha sem saber o que fazer e sem saber porque aquilo acontecia só comigo.

Com 21 anos, já tinha ido ao psicólogo e falado sobre o assunto, todos achavam que era algum tipo de bloqueio e eu não concordava que era só emocional, tinha algo físico. Até que minha médica disse que poderia ser vaginismo e eu fui buscar na internet. Foi aí que encontrei a clínica e comecei a ler os depoimentos, comecei a chorar no meio da rua na mesma hora. Parecia que todos contavam a minha história e de repente, eu não me senti mais perdida e sozinha! Marquei uma consulta e no dia, lembro de estar nervosa e de pensar “ pode até melhorar, mas nunca vou me livrar 100% da dor ou ter prazer com sexo”.

Fui atendida pela Dra. Débora e me senti muito confortável, o que era uma novidade pra mim… fiz dez sessões com a Dr. Tatiana, todos os exercícios recomendados, e cada consulta era uma conquista, uma felicidade diferente, era como estar e conversar com uma amiga! No meio disso tudo, o namoro acabou por vários motivos e agora eu tinha outro desafio, que me deixava nervosa: ser solteira durante uma pandemia e ter minha primeira relação com alguém que não sabia da minha história. Porém, depois de meses em casa, tive minha primeira relação, que foi boa e tranquila, e ela foi melhorando a cada vez, a ponto de esquecer que um dia aquilo me causou dor e tristeza.

Hoje, eu sou uma nova pessoa! Mais do que físico, o tratamento me fez recuperar a confiança, a alegria e me autoconhecer. Isso afetou todos os âmbitos da minha vida e agora me sinto uma mulher maravilhosa em todos os sentidos. Ir até a Clínica foi a melhor decisão que eu já tomei por mim e espero que meu depoimento te empoderamento para fazer o mesmo! Vou ser eternamente grata a Dra. Débora Pádua, a Dra. Tati e toda a equipe que sempre me tratou com tanto carinho. Muito obrigada por terem mudado minha vida!

Agendamento

Deixe seus dados e entraremos em contato







    Local preferido de atendimento:

    Forma preferida de contato:

    Matriz - Clínica São Paulo

    Rua Borges Lagoa 913, 10º Andar – Sala 101 Vila Clementino – São Paulo, SP

    Expediente:
    Seg a Qui: 8h às 22h
    Sex: 8h às 21h
    Sábado: 8h às 18h

    © 2024 Clínica Débora Pádua - Todos os Direitos Reservados. Site com SEO Criação