Após realizar o sonho de casar virgem, ela se deparou com o Vaginismo


Olá pessoal! Hoje gostaria de compartilhar com vocês um depoimento muito especial para mim, de uma paciente muito querida que nos mostrou como é importante não desistir quando o assunto é a sua felicidade.

Apesar dela ter realizado seu sonho de casar virgem, logo ela se deparou com a dor na relação. Foram 7 anos convivendo com o Vaginismo, passando por diversos profissionais, e muitas vezes tendo experiências frustantes.

Mas determinada como ela é, conseguiu nos encontrar, fez o tratamento e a cada sessão viu o resultado tão esperado aparecendo.

Ela agora está pronta para continuar sua linda história que começou ainda jovem!

Se você se identificou com ela, não deixe de buscar ajuda. Estamos aqui para ajudá-la assim como ajudamos tantas mulheres que passam na nossa Clínica. 

À minha paciente, felicidades querida! Você merece essa conquista , curta muito com seu marido!!❤️❤️❤️

Um beijo e boa semana a todos!! (aliás podia esquentar um pouco né gente! rsss ☀️☀️☀️)

 

casar_virgem_vaginismo

 

Olá!Me chamo Amanda, tenho 27 anos,e aqui compartilho um pouco do que houve comigo.Sou evangélica desde criança, e um dos fundamentos religiosos para nós, é só ter relação sexual após o casamento.

Pois bem, aos 17 anos iniciei o namoro com meu marido, obedecendo esse fundamento, de um viver para o outro e ambos para Deus, tudo indo bem, aos 19 noivamos, e tudo ia muito bem com muitos sonhos e expectativas! ansiosos para a chegada do grande dia! o nosso casamento! um mês após que eu completei 20 , casamos! dia inesquecível! dois jovens novinhos um de 20 outro de 21, cheios de paixão,amor,alegres,muito agradecidos e emocionados pela nossa cerimônia religiosa e ansiosíssimos para a partida para nossa lua de mel! a nossa tão sonhada e almejada lua de mel, onde finalmente nos entregaríamos um ao outro, como diz a famosa frase, corpo e alma!

Chegando lá, naquele hotel fazenda bem aconchegante, como tínhamos planejado tudo bem propício, para nós recém-casados.E quando enfim tivemos a nossa primeira noite,tudo que imaginaríamos que ia ser, foi o contrário um verdadeiro desastre,não consegui ter penetração, pois a dor era insuportável, parecia que estava me rasgando,como se minha vagina estivesse fechada,ao ponto de não entrar nada,a ardência era demais,nem o amor que tínhamos um para com o outro conseguiu que tivéssemos uma relação com penetração, enfim, acabou se tornando uma noite de dor e lágrimas.

Tentamos dia após dia, da nossa lua de mel mas, nada,voltamos para casa, decepcionados e frustrados.Assim começou meu casamento,não tinha coragem de contar a ninguém porque eu achava que ninguém iria entender ,de fato, ninguém!Um dia tentamos com lubrificante,mesmo com dor tentamos  e entrou um pouco da ponta a ponto de até romper meu hímen,houve um leve sangramento, mas foi o ponto crucial para que meu marido parasse, ele dizia que pra ele já não dava mais,pois a impressão que eu passava, é que ele tava me matando, me levantei fui ao banheiro chorei muito, pois eu acreditava que eu não era normal,só fazia meu marido sofrer.

No dia seguinte contei a minha mãe o que houve, pois eu precisava encontrar uma saída, ao saber ela ficou chocada e também disse que isso não era normal, pois todos conseguiam, e que nunca tinha ouvido falar disso antes, então ela marcou um ginecologista pra mim, porque ele conseguiria me ajudar, então fomos, fui atendida por um Dr. já de idade avançada , que disse que meu problema era frescura, que eu tinha que procurar um psicólogo e resolver meu problema com meu marido, pois ele não sabia como ele tava aguentando, saí arrasada, sem chão, procurei então, um outro gineco mas dessa vez ,com médica, chegando lá, uma Dra. bem boazinha me examinou, mas não conhecendo muito o problema, também disse que eu precisava relaxar e que eu deveria ir a um psicólogo, aliás todos queriam que eu fosse pra lá, né! pois achavam que o problema era na cabeça.

Passado uns anos e com mais tentativas frustadas decidi novamente procurar um ginecologista, meu marido sempre muito compreensivo, mas já estava exausto dessa situação, estava trazendo vários desgastes emocionais no meu casamento , eu já tinha engordado mais de 10 kg ,estava sem perspectiva de nada, me achando a unica anormal do planeta ,me entregando praticamente a uma depressão, então fui novamente a uma gineco com as poucas esperanças que me restavam, não  sei nem como consegui contar meu problema a ela, pois o choro vinha forte, então ela perguntou se podia me examinar,eu disse que sim ,ela me examinou penetrando um dedo dentro de mim, com gel lubrificante, mas a dor foi imensa,disse a ela, sou anormal né Dra! ela disse não flor!você têm uma uma disfunção conhecida como vaginismo! a primeira vez, que ouvia falar desse tal “VAGINISMO” então ela me encaminhou para uma psicóloga e uma fisioterapia perineal, saí de lá alegre, acreditando que ia  resolver meu problema.

Marquei a fisio perineal em uma clínica do convênio,chegando lá fui atendida por uma moça bem simpática, mas que me deixou completamente constrangida, pois desconhecia essa disfunção e achou que o problema era para segurar xixi,aff!! como eu fiquei arrasada! e disse que era pra eu sair com meu marido, fazer programinhas a dois, para poder relaxar,e pra eu procurar uma sexóloga pois ela poderia me ajudar melhor ,a cada dica dela ia me irritando mais, ao fim de que quando me levantei para vir embora, ela disse que ia pesquisar sobre o assunto e marcasse para depois voltar! eu nunca mais voltei!

Só me restava a psicologa,eu contava tudo pra ela ,mas não tava vendo resultados.Então ano passado bem no finalzinho de novembro, ainda decidida a procurar um tratamento pesquisei na internet sobre vaginismo, encontrei o site da Dra Débora ,li os depoimentos, vi imagens da clínica , mas mesmo com aquele medinho de ter mais uma decepção, marquei a consulta, que no caso, elas chamam a primeira, de avaliação,em casa tinha que lidar com a falta de credibilidade que meu marido dava ao assunto, mas mesmo assim fui.

Chegando lá fui bem atendida pela secretária dela ,que é um amor de pessoa! O consultório bem aconchegante, num  ambiente que nos trás tanto conforto e paz emocional,me senti muito bem, chegada a hora da minha avaliação a Dra veio ao meu encontro me atendeu muito bem, com um sorriso alegre, um abraço confortante, me levou a sua sala, me ouviu com muita atenção, olha que eram palavras e lágrimas ao mesmo tempo, então ela perguntou se podia me examinar ,eu disse que, sim ,ela disse que podia me ajudar, que a clínica era exclusivamente para pessoas com dores na relação,e que entre os graus da disfunção o meu era o médio,e agendou para mim 13 sessões.

A cada sessão, era uma batalha vencida,em casa meu marido já via uma melhora em  mim, e começou me incentivar mais, eu fazia o tratamento lá,e uns exercícios que a Dra. Débora me passou para fazer em casa, uns bem chatinhos mas ela disse que traria muito resultado,no inicio das primeiras sessões olhava para os dilatadores maiores achava que jamais iria conseguir, mas sim, consegui! Tudo que Dra. me ensinava, mesmo as vezes até com aquele medinho, mas deu muito resultado quando enfim consegui chegar aos dilatadores maiores, ela me liberou para os exames ginecológicos, ela me deixou bem preparada antes, e fui, consegui fazer todos , fiquei muito feliz e aliviada ,pois por todos esses anos achava que tinha várias doenças, minha cabeça sempre foi bem fértil, quando retornei a ela, ela me parabenizou,e disse que eu tava ótima, chegando bem no finzinho mesmo do tratamento ela me liberou para o sexo, ouvi todas as dicas dela e com certeza coloquei tudo em prática,enfim, consegui!Nem eu acreditava!Mas sim!

Consegui, ter uma relação com penetração total,foi meio mecânico no inicío, mas a Dra. disse que era assim mesmo, mas que com o tempo ia melhorar, voltando a ela , contei tudo, ela leu pra mim, todo meu histórico, como eu tinha chegado lá, eu cheguei até dizer, nossa que histórico de derrota! Mas também, leu todo o meu progresso em cada seção, ela me examinou olhou cada ponto que no inicio doía demais em mim,e que agora já não sentia mais dor e me disse estava me  dando alta! a alegria foi grande, uma emoção dentro de mim que me contagiava, me segurei tanto para não chorar, foi maravilhoso aquele momento!enfim! tinha vencido o terrível “VAGINISMO”  que  me atormentou e o meu casamento por 7 anos!

Nunca mais vou me esquecer da Dra. Débora, serei eternamente grata, por cada conselho, cada apoio, realmente, ela é um anjo de Deus para nós! na mesa da recepção tem uma mensagem que sempre quando eu chegava, eu lia, e  diz assim:”COISAS BOAS ACONTECEM PARA QUEM ESPERA,COISAS MELHORES ACONTECEM PARA QUEM LEVANTA E FAZ!” eu acredito que coisas melhores sempre irão acontecer a Dra. Débora,porque vi que ela é dessas que levanta e faz!