“Depois de 8 anos sofrendo com dor durante a relação, hoje posso dizer que estou livre da dispareunia”

Oi pessoal! Hoje é dia de compartilhar com vocês mais um depoimento de uma ex-paciente!

Nesse depoimento de hoje temos algo incomum porém certíssimo! A paciente nos procurou apresentando Dor na Relação mesmo sem ter um parceiro fixo. Sim ! Ela está cuidando dela mesma para estar pronta para aproveitar o relação sexual quando ela aparecer! Palmas para ela!!! Isso é super importante, esperar primeiro alguém aparecer para então procurar ajuda geralmente acaba complicando o início do relacionamento.

Curta muito agora querida! Parabéns para você pela iniciativa de cuidar de si própria antes de mais nada!

Parabéns Dra Elaine !!! Arrasou!! ♥️

portrait_self_hug

Depois de 8 anos sofrendo com dor durante a relação, hoje posso dizer que estou livre da dispareunia.

Me chamo Rafaela Santos, tenho 26 anos, tive minha primeira relação aos 18 anos, desde então sempre sentir dor. Achei que fosse passar com o tempo, engano meu. Nunca soube exatamente o que acontecia comigo, falava com minhas amigas, procurava ajuda na internet, nunca encontrei nada que pudesse me ajudar. Era muito frustrante falar sobre sexo e ter que explicar meu problema até então sem solução.

Procurei ajuda de uma ginecologista e a mesma me disse que poderia ser algo psicológico, me passou o que eu deveria fazer, e para minha tristeza nada daquilo adiantou. Fui tendo relação e muitas das vezes tinha que fingir que estava tudo bem. Mesmo me sentindo mal com aquela situação toda fui levando, até que um dia comentei com uma colega de trabalho e ela me falou da clínica Débora Pádua, fui no site e logo depois comecei a seguir no Instagram. Me identifiquei com os depoimentos, e ali eu tive a esperança que poderia ter ajuda.

Minha primeira avaliação foi com a Dra. Daniele Moreira, que me explicou como funcionava o tratamento, me examinou logo após me disse que o meu problema era a Dispareunia. Confesso que fiquei aliviada em saber o verdadeiro problema e que existia a possibilidade de tratamento.

A partir disso, fiz todo o tratamento com o total de doze sessões com a Dra. Elaine Martins que sempre foi muito paciente e generosa, entendeu minhas limitações e foi me ajudando durante o tratamento. Tive alguns problemas de saúde e tive que interromper durante algumas semanas.

Conforme fui fazendo o que a Dra. Elaine pedia, fui notando minha evolução. Durante as consultas não sentia tanta dor como no começo. Fiz os exercícios em casa, falava se alguma coisa não estava indo muito bem, e ela sempre me orientando da melhor maneira possível. No final das minhas sessões eu pude notar minha evolução.

Ainda não tive relação sexual, mas faço os exercícios com a prótese conforme as orientações da Dra. Elaine.  Está sendo bem tranquilo e o melhor sem dor. Procuro sempre está bem relaxada e fazer tudo corretamente.  Para que assim quando eu for ter minha primeira relação após o tratamento, seja tudo tranquilo como eu sempre sonhei.

Só tenho que agradecer clínica, a todas as profissionais envolvidas e especialmente a Dra. Elaine Martins que me ajudou durante todos esses meses.

E partir de agora sei que estou pronta para finalmente me relacionar sem ter que fingir nada. E o principal sem Dor!!!!

O que é Vaginismo – Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

Saiba +

Vídeos - Conheça mais sobre Vaginismo e Dor na Relação

Saiba +