Após apenas 10 sessões fiquei livre da dor na relação!

Olá pessoal! Hoje temos um depoimento de uma ex paciente que relata algo que ouvimos de várias delas, que o vaginismo não existe que é algo da cabeça delas…. , esses profissionais não conhecem as disfunções sexuais e acabam orientando de forma errada muitas mulheres. Mas isso não é regra!! Felizmente existem ótimos ginecologistas que além de fazer o diagnóstico indicam a Clínica para realizar o tratamento.

A mensagem que fica é não desista! Se fosse não está vendo resultado com a orientação recebida, procure outro profissional! Não desista de você por causa dos outros! Pesquise, estude se planeje e procure ajuda especializada, afinal é sua felicidade  e saúde que está em jogo!

Para minha paciente! Felicidades querida!!! Parabéns pela sua conquista e pela determinação! Aproveite muito essa nova fase com seu marido.

A Dra Daniela, parabéns! Mais uma paciente que você ajuda a ter uma melhora na qualidade de vida!! Essa equipe é demais!!!! 💪🔝

Um beijo e boa semana!!!

women searching

Tenho 26 anos, há dois anos após algumas infecções, com uso de pomadas e medicamentos, percebi que tinha algo de errado.

Isso porque, mesmo após o uso correto dos medicamentos/pomadas, que me eram receitados pelos ginecologistas, eu não conseguia ter relação com penetração.

Depois de algumas tentativas frustrantes, decidi voltar ao médico, e relatar de modo mais específico o que eu estava sentindo, primeiramente fui diagnosticada com vulvodínia, pesquisei sobre o assunto e não me enquadrei 100% nos sintomas, desconfiada, resolvi ir ao Centro Especializado da Mulher,  lá fui diagnosticada com vaginismo, por uma ginecologista plantonista e fui orientada a procurar outro ginecologista para ser tratada.

Continuei apreensiva e confusa quanto ao diagnóstico, já que ao ler sobre o assunto, percebi que era uma disfunção de cunho psicológico! Eu não entendia, pois ficava excitada e mesmo assim, não conseguia.

Conforme a orientação recebida, procurei novamente outro ginecologista, confiante no tratamento e para minha surpresa ao relatar o que eu sentia e os diagnósticos que tinha recebido, ele disse: “isso não existe, vou te passar pomada e comprimidos para você e seu marido”, não acreditei que estava ouvindo isso de novo! :(

Desesperada e sem expectativa de melhora resolvi pesquisar no google e graças a Deus encontrei a Clínica! Ao ler os depoimentos e assistir os vídeos, mudei minha visão, percebi que poderia melhorar.

Agendei a primeira consulta, fui muito bem atendida, e recebi o diagnóstico correto (dispareunia evoluindo para vaginismo)  e que com 10 ou 12 sessões de fisioterapia eu poderia ficar bem! Confesso que não acreditei que a fisioterapia seria suficiente e  que em apenas 10 ou 12 sessões eu ficaria melhor, já que eu estava “nessa luta” há dois anos.

Comecei o tratamento com a Dra. Daniela Aurélio, pessoa maravilhosa, como diz minha mãe “usada por Deus”, que durante todo o tratamento me explicava o que estava sendo feito e o porque, me orientou, me aconselhou! Vou te falar, nas primeiras sessões eu morria de vergonha, mas ao decorrer, fiquei a vontade, comecei perceber que realmente eu estava melhorando!

E inacreditavelmente após apenas 10 sessões fiquei livre desta disfunção!

Mais uma vez externo meus sinceros agradecimentos e desejo que há cada dia mais mulheres sejam curadas desta disfunção!

Beijos Dani! Obrigada por tudo!

:)

O que é Vaginismo – Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

Saiba +

Vídeos - Conheça mais sobre Vaginismo e Dor na Relação

Saiba +