“Se você tem este problema não fique desse jeito procure tratamento”

Oi pessoal! Hoje temos um depoimento de um paciente muito querida, que apesar de anos de casada ainda era virgem. Infelizmente isso é bastante comum com nossas pacientes, elas passam anos tentando e o medo e frustração só aumentam. Independente de quanto tempo se passou, dê o primeiro passo! Busque ajuda especializada estamos aqui te ajudar!

Hoje essa paciente, com algumas sessões está recebendo alta para começar uma nova página do casamento dela, como tinha que ser!!!

Parabéns querida, o mérito é seu!! Você buscou sua felicidade e agora curta ela! ❤️

A Dra Daniele, mais uma paciente livre da dor na relação!! Parabéns! Essa equipe é demais! 💪 👊

 

Não desita

Oi eu tenho 37 anos e quero contar um pouco da minha história.

Quando eu tinha 21 anos quando comecei a namorar meu marido, por diversas vezes tentamos a tão sonhada primeira vez mas não acontecia a penetração. Fiquei anos mergulhada no sofrimento, achei que era por quê eu era muito medrosa. Com passar do tempo fiquei muito depressiva, me tratei com psicólogo mas não relatei a ele o problema.

Sem nunca ter feito um exame ginecológico, por questão de saúde tive que ir a uma consulta com ginecologista. Chegando lá falei a ele que ainda era virgem mesmo sendo casada a anos, ele se preocupou com meu marido. Tentou até me ajudar me passando um analgésico mas não adiantou nada, só aumentou a minha tristeza e frustração. Fiquei mais dois anos sem me consultar com ginecologista, este ano por questão de saúde tive que voltar ao ginecologista e chegando lá novamente falei para que ainda era virgem mesmo sendo casada. Dessa vez me indicou um lubrificante e pediu para que eu fizesse um exercício em casa, pediu para que eu colocasse meu próprio dedo mas não consegui. Pedi para que meu marido colocasse o dele mas eu não consegui deixar, era muito pânico.

Com o passar dos anos fiquei com muito medo com as tentativas frustradas pois tinha pânico só de pensar na penetração. Voltei a ginecologista, ela me perguntou se já tinha acontecido a tão sonhada primeira vez, eu disse para ela que não, ela pegou e falou para mim que tinha outras mulheres na mesma situação que a minha. No primeiro momento não acreditei, achei que ela estava falando só para que não ficasse mais triste do que eu estava. Ela então falou que ia me dar o encaminhamento para um psicólogo mas não falou nada além disso.

Ao chegar em casa fui ler o encaminhamento, estava escrito uma palavra desconhecida até o momento : vaginismo. Fui até o Google e ao pesquisar apareceram vídeos da Débora Pádua que explicava tudo. Me identifiquei demais com os vídeos e com os depoimentos! Pedi então para que meu esposo fosse até a clínica para pegar as informações que eu precisava, ele passou meu contato para recepção e as meninas entraram em contato comigo e passaram todas as informações.

Marquei a primeira consulta e fui avaliada pela Débora Pádua e a Daniele Moreira. A Débora me indicou 15 sessões podendo acrescentar mais.  Precisei de mais três, ao todo foram 18 sessões. Iniciei meu tratamento com a fisioterapeuta Daniele Moreira a qual me acompanhou até o fim do meu tratamento, uma excelente profissional meiga e carinhosa.

Só tenho agradecer a todos dessa Clínica maravilhosa hoje eu sou feliz graças a Deus e as profissionais dessa Clínica que com todo amor e dedicação tratam suas pacientes. Agradeço em especial a Daniele Moreira por todo carinho e profissionalismo. Se você tem este problema não fique desse jeito procure tratamento, o vaginismo tem cura. Hoje eu posso ir ao ginecologista fazer os meus exames sem sentir dor! Gratidão eterna a essa clínica Débora Pádua e a todas as profissionais.

O que é Vaginismo – Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

Saiba +

Vídeos - Conheça mais sobre Vaginismo e Dor na Relação

Saiba +