O caso mais complexo de Vaginismo foi o meu!

Olá pessoal,

Hoje a história de uma paciente muito querida que eu tive o prazer de atender! A distância dificultou um pouco, mas o importante é que ela persistiu, veio para São Paulo por 2 vezes para realizar o tratamento em nossa clínica e agora ela vive uma nova fase em sua vida!😊

Obrigada pelo depoimento! Que ele motive também outras mulheres a buscarem ajuda!🙏❤️

Brasil Post

O caso mais complexo do Vaginismo da história, foi o meu! Se eu tive minha cura após 9 anos de casada, você terá sua cura também!

2019 foi e está sendo meu ano… Mas antes conheça toda trajetória…

Eu fui criada na educação cristã e também criada numa bolha, em um mundo cor de rosa…
Foi nesse contexto que conheci meu namorado, futuro marido e namoramos por 4 anos. Escolhemos esperar até o casamento para ter relação sexual pois assim acreditamos que deveria ser, fácil não foi, mas conseguimos… Até que o sonhado dia chegou, o nosso casamento, foi lindo demais! Porém quando chegou a tão esperada lua de mel, eis que me deparo com uma dificuldade de conseguir ter relação sexual, uma coisa estranha, desejo
não faltava, mas é como se existisse uma barreira física que impedisse, como se entrasse tudo rasgaria, era uma sensação assim, foi terrível pois me sentia estranha e anormal por
mais que meu esposo tivesse toda paciência do mundo eu não tinha paciência com aquilo e desenvolvi crises nervosas.

Procurei acompanhamento psicológico e psiquiátrico, minha experiência com psicólogos foi terrível, passei por 2 profissionais que me diziam para relaxar e tomar vinho, em contrapartida a psiquiatra fez o papel dela brilhante, onde adquiri confiança nela e as terapias super desenvolveram, mas não foram suficientes para resolver o Vaginismo, sim essa palavra Vaginismo não era do meu conhecimento ainda. Naquela época não era frequente como hoje, e ainda acho que não é falado como deveria ser.

Meu esposo foi transferido para outro lugar e fomos morar no interior. Pesquisando muito na net os sintomas descobri Dra Débora Pádua. Ela surgiu como uma luz no fim do túnel, porém era em São Paulo e eu estava tão distante, até que pesquisei e descobri que na capital, também tinha Fisio nessa especialidade. Agora era hora de torcer nossa transferência para capital para iniciar o tratamento. Eis que 2 anos depois fomos transferidos e marquei a avaliação, lembro desse dia perfeitamente, fui chorando dirigindo de tão nervosa, nem me pergunte como balizei aquele carro pois minhas pernas tremiam, enfim fui tão bem acolhida pela fisioterapeuta, recebi acolhimento e ela falou que tinha solução… Pra encurtar a história pois ainda falta muito para terminar, fiz mais de 50 sessões e nada de passar do 4º dilatador, quando lia os depoimentos das pacientes da Dra Débora e equipe via que o caso mais complicado eram 18 sessões, ficava pensando ou tem algo de errado comigo ou no método do tratamento onde estava fazendo.

Eis que nos organizamos para eu ir a São Paulo fazer o tratamento e fui sozinha, meu esposo não estava de férias e não podia ir, fiz 8 sessões com a própria Dra Débora e a evolução foi super rápida, a quantidade adequada não seria essa, mas foi o que o nosso planejamento permitiu, voltei para minha cidade com muita expectativa e nada, isso mesmo nada! Resolvemos que tínhamos que voltar juntos para concluir o tratamento, e após 1 ano fomos juntos tirar férias e concluir o tratamento, ela novamente estipulou 8 sessões e na 5ª sessão me liberou para tentar e nada, na 6ª sessão ela me passou muita confiança e pediu para que eu tentasse novamente, e sim foooi!

Foi o dia mais feliz da nossa vida! Conclui as 8 sessões e de lá seguimos para o mesmo destino da nossa lua de mel, onde passamos uns dias e retornamos para nossa cidade. Para quem pensa que acabou por aqui, acredite não acabou. A penetração OK, com incômodo, mas faltava uma coisa, se tornar prazerosa, era bem mecânico ainda e dentro de mim, eu sabia que não tinha concluído, eu queria me senti 100% curada, mas voltar para São Paulo novamente não tinha mais essa possibilidade.

Foi quando meu esposo e ginecologista sugeriu de eu procurar uma profissional na nossa cidade e dar um voto de confiança. Fiz isso e com mais 4 sessões SIIIIIM tive minha tão sonhada cura, eu não acreditava que tinha chegado nessa fase que eu iria ter tanto prazer do sexo ao invés do pânico, fizemos mais 3 sessões para que eu evoluísse nas posições e assim foi feito com sucesso!

Estou vivendo um novo tempo em minha vida, não posso deixar de falar que voltei a fazer terapia que meu gineco praticamente me obrigou. Procurei uma terapia diferenciada e Deus me presenteou com uma bem especial, ela usa o método EMDR. Com tudo isso me apaixonei pela fisio pélvica, por essas profissionais que são luz nesse mundo tão escuro que é o Vaginismo.

Esses longos anos, meu esposo sempre foi o homem mais paciente, bondoso, amoroso que pude ter, não canso de agradecer a Deus pela vida dele. Amo demais! Obrigada por não ter desistido de nós em nenhum momento!!!

Dra Débora obrigada por tudo! Seu jeito contagiante, sua firmeza, sua alegria, seu consultório, suas secretárias, tudo fez o tratamento se tornar leve! Foi por você que descobri o que era Vaginismo e foi por você que tive a cura, te conhecer foi aquela sensação de um fã encontrar seu ídolo. rs

A fisioterapeuta da minha cidade, tinha que deixar meu registro aqui que foi excepcional na continuidade do tratamento, sei que se eu pudesse continuar em São Paulo, Dra Débora teria concluído com êxito também!

A primeira fisio também, dentro dos conhecimentos dela, ela com o jeito mimoso dela, foi a pessoa que deu o pontapé inicial, aprendi na terapia que todas as fases são importantes e
todas têm o seu propósito!

E quero terminar agradecendo a Deus, meu paizinho amado, quem me sustentou até o fim… Me tornei uma mulher de muita fé!

O que é Vaginismo – Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

Saiba +

Vídeos - Conheça mais sobre Vaginismo e Dor na Relação

Saiba +