Venci o Vaginismo por MIM, em 1º lugar

Oi pessoal,

Hoje a história incrível desta paciente que desde a primeira tentativa de relação notou que algo estava errado. Um dia ela nos encontrou e deu início ao tratamento. Seu relacionamento passava por crises e o tratamento acabava sendo interrompido. 😔

Em algum momento ela se deu conta de que precisava superar aquilo por ela mesma, e não por ninguém! Então mesmo solteira, ela retornou e seguiu firme no tratamento e não é que neste meio tempo ela conheceu uma pessoa! 💏 Leiam que história linda…

Obrigada Dra Rose por acreditar neste propósito!

girl-1208307_1280

Hoje estou aqui para relatar a minha experiência com o Vaginismo e posso dizer que por muito tempo imaginei que esse dia não chegaria, mas ele finalmente chegou!!

Ao longo da minha adolescência sempre tive uma vivencia distante com o sexo, por fatores tradicionais, religiosos, sempre tive o sexo como algo “proibido”, pouco falado, que deveria ocorrer apenas após o casamento. Por tal motivo, nunca me toquei ou explorei o meu corpo e sempre tive receio da famigerada “primeira vez”.

Aos 23 anos conheci a primeira paixão da minha vida, e mesmo antes do casamento, tentei ter minha primeira relação sexual com meu namorado, por quem era completamente apaixonada. Porém, na primeira tentativa de penetração senti uma dor horrível, como se algo tivesse me cortando por dentro, tive um leve sangramento, mas achei que seria normal por ser a primeira vez. No entanto, todas as tentativas posteriores de penetração foram acompanhadas de muita dor, ardência e impedimento, como se houvesse uma parede no meu canal. Isso me desmotivava completamente e passei a perceber que não era normal, apesar do meu namorado dizer que eu deveria ficar calma e relaxar, eu soube que ali havia um problema.

Fui a uma ginecologista que me diagnosticou com “Vaginismo extensivo”, foi uma pessoa muito indelicada, me deixou com mais trauma de consultas ginecológicas, me receitou uma pomada xilocaína e me disse que eu deveria tomar um vinho e relaxar. Aquilo acabou comigo e por longos meses me fechei para novas tentativas e nunca tive coragem de contar nada as minhas amigas ou familiares, pois me achava anormal.

Até que procurando na internet, em 2015, encontrei a clínica da Dra. Debora e lendo os depoimentos, uma luz no fim do túnel apareceu, pois vi que não era a única que sofria dessa disfunção. Marquei uma avaliação e fui extremamente bem recebida, tratada com carinho e generosidade pela Dra. Debora que me fez entender o porquê das dores e me orientou a fazer 15 sessões de fisioterapia.

Infelizmente naquela época, o meu relacionamento havia entrada numa crise horrível que se estenderia por longo tempo. Muito abalada emocionalmente por toda a situação que estava passando eu não iniciei o tratamento naquele momento, fui empurrando com a barriga, pois sempre fui muito insegura e tinha dúvidas se essa era realmente a solução para os meus problemas e se seria capaz de vencer tudo isso.

Voltei a clínica somente em 2017, após diversas idas e vindas com meu namorado, havíamos decidido nos casar e eu precisaria vencer aquilo de uma vez. Fui direcionada a Dra. Rose, que é um anjo, uma pessoa excepcional, atenciosas, divertida e que sempre me colocou para cima. Se tornou além de fisioterapeuta, uma grande confidente.

Após algumas sessões e sentindo uma certa evolução, faltando 03 meses para meu casamento, infelizmente rompi novamente o meu relacionamento e dessa vez definitivamente. Não tenho o intuito de falar mal do meu ex namorado, pois como todas as pessoas ele tem defeitos e qualidades, mas sinto necessidade de compartilhar essa informação, pois sempre vi relatos de mulheres que tiveram ao seu lado homens que a apoiaram infinitamente em seus tratamentos.

No entanto, situações diferentes também existem e no meu caso, eu vivi isso no meu relacionamento, pois apesar de ter certo apoio da parte dele com o meu tratamento, também convivi por longo tempo com descobertas de traições e que após confrontadas eram justificadas de certa forma pelo fato de estarmos juntos há quase 03 anos sem sexo.

Eu passei praticamente 03 anos nesse relacionamento me culpando, sofrendo, ansiosa e por vezes suspendia o tratamento, pois atrelava que precisaria vencer o Vaginismo apenas por causa “dele” e que se ele não estivesse comigo, eu não teria porque continuar com as sessões, pelo menos até encontrar outra pessoa.

Certo tempo após o termino definitivo, após muita luta com as minhas emoções, entrei num momento de superação, onde aprendi a me amar e me valorizar em diversos aspectos, incluindo a questão do Vaginismo que deveria vencer, por MIM em primeiro lugar.

Então mesmo solteira, decidi retomar o tratamento e sempre que pegava firme, fazia os exercícios em casa e não faltava as consultas, eu percebia muita evolução. Após um certo tempo, conheci uma outra pessoa que quando contei da minha condição e do meu tratamento, me entendeu, me respeitou, era paciente e começou a querer entender o tratamento e participar dele até mais do que eu. Rsrs

Um anjo que Deus colocou na minha vida e me ajudou a ter forças para ir até o fim, sempre me mostrou que estaria comigo e que eu não era menos sensual ou atraente, nem menos que outra mulher só por essa condição que ele sabia ser passageira. Até que quando cheguei no ultimo dilatador, decidi tentar a penetração e ela aconteceu totalmente diferente das outras!

Foi uma sensação maravilhosa sentir prazer sendo penetrada e de lá para cá todas as relações tem sido umas melhores que as outras!

O sexo é realmente algo extraordinário, um mundo de descobertas que eu nunca imaginei que pudesse viver!Não existe melhor paz do que não ter mais medo da dor, seja para relações, para exames médicos e etc. Agora me sinto mulher de verdade!

Retornei ao consultório após algumas relações e finalmente com toda alegria do mundo a Dra Rose me deu alta! Foi absolutamente incrível ouvir isso! Só Deus sabe a minha felicidade por essa nova fase que estou vivendo e o tamanho da minha gratidão a Dra Rose e a Dra Debora e todas as demais profissionais que fazem esse lindo trabalho! Parabéns e obrigada de todo o meu coração!

Rose, obrigada por cada palavra de incentivo, pela paciência e carinho em todas as vezes que me atendeu, seja pessoalmente ou até por mensagens.

Todas vocês têm uma missão linda e se hoje sou uma nova mulher, que recuperei meu amor próprio, segurança e auto estima devo grande parte a vocês, que foram anjos maravilhosos na minha vida!!!

 

O que é Vaginismo – Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

Saiba +

Vídeos - Conheça mais sobre Vaginismo e Dor na Relação

Saiba +