Depoimento em dose dupla! DELA e DELE!

Hoje tem depoimento em dose dupla! DELA e DELE! Fico muito feliz quando vejo depoimentos também dos maridos, eles têm um papel fundamental no apoio às suas esposas. 🎉💑

Juntos há 10 anos, sofreram por todo este tempo com o Vaginismo, mas agora só têm motivos para comemorar com direito a uma surpresa do final. Leiam e se emocionem! 😉

Casal querido, que vocês desfrutem muito este amor e sejam ainda mais felizes! ❤️❤️❤️

sea-2567110_1920

DEPOIMENTO DELA 

Tenho 25 anos de idade, sou casada ha 6 anos, com meu primeiro e único amor, sou empreendedora recente abri  meu próprio negócio no ramo de estética animal. Temos uma linda filha de 5 anos e meio.

Comecei a namorar com 14 anos, um tempo depois não conseguimos mais esperar e tentamos ter nossa primeira relação sexual, a sonhada primeira vez que não foi como imaginei… Senti dor, e interrompemos no exato momento e deixamos para tentar outra hora. Achei que tivesse sido o medo, a falta de experiência e que depois isso ia passar. Porem não conseguimos ter relações com penetração, e me sentia muito mal por isso. Muitas vezes eu pedia a Deus para me curar, no relacionamento o amor e companheirismo são muito importante, e o sexo também. O tempo foi passando e não conseguíamos ter relações “normais”, um período triste e eu sei que pra ele também foi difícil e me sentia culpada por isso. Só quem passa sabe o quanto é difícil.

Um tempo depois comecei a pesquisar muito sobre “relação sem penetração” e dentre inúmeras pesquisas, encontrei a palavra “Vaginismo”, nunca tinha ouvido falar e depois que li alguns depoimentos no site da Clinica da Drª Debora Padua me identifiquei, afinal não era só a relação sem penetração, tambem tinha a questão dos exames ginecológicos, ante e depois de ter minha filha de parto Cesário nunca fiz exames se quer um Papanicolau, e contar para um ginecologista sobre esse problema não tinha coragem, já pensava que ia me julgar ou pensar que tivesse algum problema psicológico por que como assim já é mãe e não consegue ter relações. Embora nem eu consiga explicar direito mais sim eu engravidei sem ter penetração em minhas relações. Após ler os depoimentos das pacientes, também encontrei alguns vídeos da Dr.ª Débora, falando sobre o tratamento, fiquei tão feliz, emocionada, e não me senti mais sozinha, me agarrei nessa ultima esperança.

 Entrei em contato e marquei uma avaliação, fui muito bem atendida desde o primeiro contato por telefone quanto pessoalmente. A doutora Debora recomendou 15 sessões e meu caso era de Vaginismo com grau Moderado. Comecei o tratamento, no início muito nervosa, ficava animada com cada melhora que tinha. Fiz todos os exercícios passados para casa e foi uma conquista atrás da outra. Tenho muito a agradecer a Dr.ª Rose com quem fiz o tratamento, uma profissional muito cuidadosa e paciente, compreensiva, sempre procurava me deixar calma durante cada consulta. Hoje conseguimos ter relações com penetração, e foi melhor do que eu esperava. Uma realização pessoal que nem consigo descrever o tamanho da minha alegria, me sinto uma mulher por inteira, completa e realizada.

Em minha ultima sessão dia 14/11/17 , recebi alta, relembrei toda a trajetória e evolução do meu tratamento. Só tenho a agradecer a Dr.ª Rose, a drª Debora, a todos que trabalham lá, que fazem mulheres desesperadas saírem de lá com esperança e felizes. Espero que o consultório possa ajudar mais mulheres com vaginismo a se tratarem para serem plenas em suas relações…

DEPOIMENTO DELE

 Tenho 27 anos de idade, sou formado em Psicologia e nem todo o meu conhecimento na área emocional foi o suficiente para compreender o que se passava conosco por se tratar de uma questão física e não emocional.

Em nossa primeira vez, éramos muito jovens. E acabou que ela sentiu certo desconforto e eu achava que era normal, até por ser nossa primeira vez e que depois as coisas iriam fluir melhor. Ao longo de 10 anos contando o tempo de namoro e casados, tentamos inúmeras vezes e não conseguimos de jeito nenhum a penetração.

Sempre fui muito paciente, procurei compreender o quão difícil era essa situação. E mesmo diante de todo esse tempo, em nenhum momento passou por minha cabeça abandona-la ou desistir de nós.

Quando ela me contou sobre o resultado de suas pesquisas, comentou comigo que achava que tinha vaginismo, fui pesquisar e realmente todas as informações batiam. Passamos a ter uma luz no fim do túnel, pagar o tratamento, mesmo não tendo condições financeiras, não foi um dos maiores problemas, pra quem ha anos procurava uma solução, nos esforçamos e conseguimos pagar.

Fiquei muito feliz, apoiei, pois tinha muita esperança no tratamento. Acompanhei duas consultas, admito a vergonha, por mais que a clínica seja especializada no assunto, não é algo que falamos com naturalidade em nosso dia a dia. Em razão da incompatibilidade de horários, acabei não conseguindo ir nas outras consultas e acompanhar de perto, mas após cada sessão, eu perguntava como foi e queria saber de todos os detalhes. Um tempo depois do inicio do tratamento ela me disse que estava liberada. Difícil foi controlar a ansiedade e meu nervosismo para passar tranquilidade para tudo fluir bem. Conseguimos!!!

Eu não sabia o que fazia, o que falava, como reagir, com o sorriso no rosto lembrei de tudo que havia passado e de todo caminho que percorremos até aqui. Foi difícil, mas posso afirmar que valeu a pena.

Estamos muito felizes e satisfeitos com o tratamento e não sabemos como agradecer vocês da clínica por nos proporcionar tanta felicidade. E com grande alegria dividimos uma notícia, fomos presenteados com nosso segundo filho que está a caminho. 

 Muito obrigado!

O que é Vaginismo – Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

Saiba +

Vídeos - Conheça mais sobre Vaginismo e Dor na Relação

Saiba +