O que é o Vaginismo e Dispareunia ?


Indo direto ao ponto, Vaginismo e Dispareunia são disfunções sexuais que causam dor na relação ou mesmo impedem a penetração durante o sexo.

O Vaginismo provoca a contração involuntária dos músculos do assoalho pélvico causando dor e impedindo a penetração. Ele não é causado por problemas de excitação, lubrificação vaginal ou falta de libido, os fatores de predisposição do Vaginismo podem ter origem numa educação mais rígida, algum trauma sexual, fatores religiosos e culturais, dentre outros. Ainda sim muitos casos de vaginismo possuem origem indeterminada.

Ele pode ser classificado como primário ou secundário. Primário para os casos onde não existe penetração desde a primeira tentativa, ou secundário quando o mesmo surge durante a vida sexual da mulher, advindo por exemplo de traumas físicos ou psicológicos, mudanças hormonais, radioterapia, pós parto ou patologias pélvicas.

Essa contração muscular involuntária é uma auto defesa da mulher à alguma situação que a mesma encara como ameaçadora, como penetração durante a relação sexual, exame ginecológico, uso de absorvente interno, ou qualquer situação que acredita que haverá presença de dor.

Já a Dispareunia é outra disfunção sexual onde a mulher até consegue ser penetrada mas sentindo dor recorrente, com sensação de ardência ou queimação. Ela pode ser classificada em Dispareunia de entrada ou de profundidade. Como o próprio nome diz, na de Entrada a dor se localiza na entrada do canal vaginal, e a de Profundidade no fundo do canal. Suas causas estão relacionadas a fatores como a menopausa, falta de lubrificação, causas orgânicas como infecções, cicatrizes dentre outras.
Ambas disfunções afetam milhares de mulheres que sofrem caladas com o problema impedindo-as que desfrutem de uma relação sexual sem dor. Estima-se que 5% da população mundial feminina sofra com algum tipo de disfunção, porém este número possivelmente deva ser maior devido a dificuldade e constrangimento que estas mulheres tem em expor sua vida íntima.

Muitas das mulheres com vaginismo permanecem virgens por muitos anos mesmo sendo casadas, deixam de ser mães, não conseguem realizar consultas ginecológicas, nem mesmo fazem exames simples como o papanicolau. Já as que tem dispareunia sentem dor persistente e acabam por enxergar o sexo como uma tortura e não algo que lhe trás prazer.

detaque_vaginismo

O Vaginismo e a Dispareunia tem tratamento e cura.

Através de técnicas de Fisioterapia Uroginecológica, como exercícios pélvicos, eletroestimulação transvaginal ou de superfície, uso de dilatadores vaginais entre outros métodos, podemos conseguir a cura em pouco tempo. As sessões geralmente são realizadas de uma a duas vezes por semana dependendo do caso da paciente. Uma avaliação inicial é realizada para que o tratamento proposto seja personalizado de modo que respeite a evolução e limites de cada paciente.

Muitas pacientes devido a medo, falta de conhecimento ou mesmo constrangimento, demoram a procurar ajuda profissional. Isso só faz com que o problema se agrave cada vez mais, afetando casamentos e relacionamentos.

A mais de 12 anos tratando de disfunções sexuais pude presenciar o sucesso da fisioterapia uroginecológica e ver de perto nossas pacientes ao final do tratamento se tornarem mulheres felizes sexualmente por terem uma relação completa, fazer um exame ginecológico sem constrangimento e até mesmo realizar o sonho de serem mães.

Você pode ser a próxima a se curar do Vaginismo ou da Dispareunia e aproveitar uma vida sexual saudável e sem dor, procure ajuda!

Para mais informações assista aos meus vídeos!