Ela tinha uma vida sexual normal porém o Vaginismo resolveu aparecer


Olá pessoal! Hoje temos mais um depoimento de uma paciente que tinha uma vida sexual normal, porém o Vaginismo resolveu aparecer e atrapalhar o quer era ótimo. Foram 2 anos procurando ajuda, ela não desistiu e hoje está recebendo alta para uma vida sexual normal!

É bastante comum as mulheres chegarem aqui na Clínica um pouco desconfiadas do tratamento, afinal muitas passam anos procurando ajuda sem conseguir muitos resultados. Sabemos que a confiança vai se ganhando com o tempo e com a evolução aparecendo a cada sessão. São mais de 13 anos aperfeiçoando métodos para ajudar as mulheres  

Em média os casos mais graves que tivemos levaram 5 meses para a alta. Claro que o tempo de tratamento depende muito de cada caso, da frequência das sessões e também do comprometimento da paciente com o tratamento. 

Não importa a quanto tempo você está sentindo dor na relação, tão pouco por quantos profissionais você já passou. Procure ajuda! Dor na Relação tem tratamento ! Estamos aqui para ajuda-las!

À minha paciente, seja feliz!!! O mérito é todo seu por nunca ter parado de acreditar que era possível superar o vaginismo. Muito obrigada pelas lindas palavras!!! 

E à Dra Daniele, parabéns!! Mais uma paciente que conseguimos melhorar sua qualidade de vida! Essa equipe é dez! 

 

woman-591576_1280

Ao descobrir o site da Dra Débora e ler todos os depoimentos, confesso que fiquei desconfiada…rsrs Como poderia algo que eu vinha enfrentando há tanto tempo poder ser curado tão rápido??? Por isso eu fiz questão de escrever este depoimento depois que terminei o meu tratamento (aliás, sonhei muito com este dia!). Não por mim apenas, mas por todas as mulheres que estão em busca de um tratamento e estejam sem esperança! Vocês não estão sozinhas!! Foram mais de 2 anos com o vaginismo e sem esperanças, mas agora estou curada!

Eu tenho 33 anos… sempre tive uma vida sexual plena, muito satisfatória e sem tabus… Perdi a virgindade com 18 anos e sempre fui ativa. Com o meu namorado (e atual esposo) não era diferente, era tudo sempre muito bom e, inclusive eu nunca havia tido nenhum problema em conseguir atingir o orgasmo. Estamos juntos há 7 anos.

Por questões profissionais e de trabalho acabei entrando numa zona de trabalho extremo… e sob muito estresse…Foram 2 anos neste ritmo, até que percebi que a minha libido estava caindo e que o meu relacionamento sexual estava começando a ser prejudicado… orgasmos e prazer eu já não tinha mais sempre… É triste, mas quando estamos neste ritmo, é tudo tão corrido que o tempo também voa demais… e quando me deparei por mim mesma, já não estava nada bem há muito tempo… mais 2 anos se passaram… e toda vez que o meu marido queria tentar relação eu caía no choro, em prantos mesmo… Porque eu não conseguia mais ter relação por causa da dor que sentia… chegava a dar náuseas só de pensar no assunto… Acabei criando uma aversão completa!

Comecei a buscar ajuda… Iniciei um tratamento com um psiquiatra e, 1 ano depois iniciei também com um psicólogo (especialista inclusive em vaginismo)…  depois de 1 ano a minha libido melhorou, as vontades de tentar o sexo voltaram, já não sentia mais náuseas quando pensava no sexo… Voltei à ativa, porém a penetração era impossível! Ficava frustrada!

Quando, então, me lembrei do site da Dra. Débora (na verdade eu já havia visto há 1 ano, porém por estar muito mal na época tive medo por não saber como seria… e só de pensar em como seria o tratamento eu já tinha náuseas e muita aflição). Conversei com o meu psicólogo sobre este tratamento com a fisioterapia… Mas ele me disse que o meu caso era puramente psicológico e que não resolveria nada.

Depois de ler os depoimentos no site da Dra Débora (de mulheres curadas em 2,3,4 meses… enquanto eu já estava tentando solução há 2 anos, pelo menos!!), resolvi que iria agendar uma consulta para saber se o meu caso tinha solução ou não.

Na minha 1ª consulta a Dra. Débora conversou muito comigo (Foi um amor de pessoa e profissional! Muito delicada, atenciosa e compreensiva). Após a avaliação ela constatou o vaginismo secundário. Tive a opção de fazer com a própria Dra. Débora ou com as outras fisioterapeutas. Como a Dra. Daniele acompanhou toda esta minha consulta e já sabia do que se tratava o meu caso, resolvi iniciar o tratamento com ela pela compatibilidade das agendas.

Foi INCRÍVEL!!! Não tenho palavras para descrever… A Dra. Daniele foi um amor de pessoa e sempre muito dedicada, profissional e atenciosa!! Iniciei o tratamento pela esperança que as profissionais me passaram de suas experiências, porém confesso que todo o tempo não conseguia acreditar que seria possível comigo também! Fiz tudo o que era orientado e solicitado com total confiança, porque queria ficar boa logo, sempre com este foco em mente. Esta era a minha última esperança!

Durante todo o tratamento eu estava vivendo sob um grande estresse profissional (ainda): pressão, rotina maluca, sem dormir direito… E MESMO ASSIM, depois de 3 sessões a Dra. Daniele e eu já notamos algumas melhoras… A cada sessão era notável a evolução e as melhoras… a Dra. Daniele sempre me motivava mostrando o quanto eu estava melhorando… Era incrível e emocionante… comecei a acreditar cada vez mais que aquilo era sim possível!!! Fui liberada para exames ginecológicos. E então fui liberada para a relação sexual… Neste momento eu até já acreditava que conseguiria ser curada pela evolução do tratamento, porém não achava que tudo voltaria a ser como era antes (o prazer, os orgasmos, etc)… achava que a penetração fosse ser possível e ponto! E para a minha surpresa… FOI INCRÍVEL!! Cheguei a chorar de emoção no meio da relação quando vi que a penetração foi possível e TOTALMENTE SEM DOR… e o melhor: foi gostosa, com prazer e orgasmo. Não tenho como explicar tamanha emoção e felicidade que foi para mim!!

Ao todo foram 15 sessões, realizadas em 4 ½ meses (demorou um pouco mais por minha causa, que precisei remarcar algumas sessões devido a minha rotina de trabalho). Hoje posso afirmar que estou novamente com as relações sexuais plenas, em todas as posições, sem dor, com orgasmos, com prazer e satisfação. Tudo voltou como era antes, se não melhor! E o maridão está muito feliz também, claro! Agora vamos curtir muito nossa nova fase a dois… e só mais para frente vamos tentar engravidar.

Agradeço imensamente a toda equipe! À Dra. Débora que viabiliza este tratamento para tantas mulheres, trazendo e ensinando outras grandes profissionais a efetivarem o tratamento na sua clínica. Vocês trazem mais vida para todas estas mulheres!! E em especial à Dra. Daniele que me tratou e acompanhou, sempre com tanta atenção, profissionalismo e carinho! Meu muito obrigada de todo o meu coração!!! Sem vocês nada disso seria possível!! Hoje me sinto uma mulher completa (e com uma vida completa) novamente!

Gostaria de aproveitar para alertar aos profissionais da área da saúde e leigos que procuram ajuda com profissionais desqualificados ou que se dizem aptos a ajuda-los. Que cada profissional trabalhe respeitando a sua área de atuação. E que os leigos procurem se informar mais sobre isso, porque tem muito profissional de saúde formado exercendo funções que não são da sua área de atuação ou competência, o que acaba prejudicando o paciente com isso!! O meu psicólogo me “segurou” por 1 ano… mas se ele tivesse mostrado ou me permitido a possibilidade da fisioterapia, com certeza eu estaria curada e mais feliz muito antes!

O profissional psicólogo pode e tem sua importância no tratamento do vaginismo, mas ele não tira em nada a importância de um tratamento com o fisioterapeuta ou de outros profissionais da saúde!! E menos ainda deve exercer a função de um fisioterapeuta prescrevendo exercícios para seu paciente!! Da mesma forma os médicos, nutricionistas e educadores físicos, cada um tem sua importância e deveria atuar dentro de sua própria área de atuação sem invadir o espaço dos outros profissionais.

Mulheres, não esperem, procurem ajuda.  Nos sentimos muito sozinhas no início porque achamos que ninguém tem isso no mundo, somente nós, mas a verdade não é esta… tem muitas mulheres como nós.

Espero com isso poder dar uma luz no caminho de alguém e mostrar que não estamos sozinhas nessa!