Mais uma alta e mais uma mulher livre do Vaginismo


Bom dia pessoal! Nada como começar o fim de semana postando um depoimento de uma paciente, agora ex-paciente, aqui da clínica!!

Essa paciente nos conta como a partir de sua lua de mel começou a ter dificuldade na relação, passou por 2 anos e meio de casamento com problemas para ter relação e hoje está tendo alta com uma relação sexual saudável e o mais importante sem dor.

Um fato interessante, é que ela comprou dilatadores vaginais e tentou por conta própria superar o vaginismo. Infelizmente para muitas mulheres não bastam só os dilatadores, inclusive temos pacientes que conseguem colocar todos os dilatadores do kit e ainda assim na hora da relação sentem muita dor. 

Por isso a importância de um profissional especializado no tratamento de disfunções sexuais, existem outros aspectos e tratamentos realizados que em conjunto com os dilatadores garantem o sucesso do tratamento.

Portanto, não deixe de procurar ajuda profissional! Ela é essencial para superar qualquer disfunção sexual! 

Ah minha ex paciente, parabéns querida!!! Muito obrigada pelas palavras, o sucesso do tratamento depende de você, e você conseguiu! Seja feliz!!!

E mais uma vez! Parabéns Dra Daniele! Equipe igual não tem!

Obrigada e bom fim de semana a todos!!!

toda-conquista

“Olá, tenho 23 anos e sou casada há 2 anos e meio. Casamos virgem, e desde a lua de mel tivemos tentativas frustradas de ter relação sexual. Nosso casamento não havia sido consumado, pois eu sentia muitas dores, e era como se houvesse uma parede impedindo a penetração.

No inicio achamos que fosse normal, por nervosismo talvez. Porem foi passando os meses e nada. Cada vez ficávamos mais desanimados. Somente passado mais de um ano, criei coragem para procurar um ginecologista, porem, foi o fato mais traumático que me aconteceu nesse período. A ginecologista que me atendeu, me examinou de uma forma tão brusca que até me assustei e senti muita dor, mas o pior foi ela me dizer que não era nada, que isso estava no meu psicológico, e criticou o fato de termos casado virgem, que, segundo ela, seria a principal causa do problema.Fiquei revoltada, e muito infeliz com a ignorância e falta de respeito com que fui tratada. Enfim, depois dessa frustrante consulta ficamos sem saber o que fazer.

Certo dia, pesquisando na internet encontrei uns dilatadores e acabei comprando na tentativa de fazer alguns exercícios em casa, mas ainda assim não funcionou. Já quase sem esperanças encontrei o termo “vaginismo” também na internet, e fui me identificando com os sintomas, principalmente quando vi o site da Dra Débora e os depoimentos das pacientes.

Fiz a avaliação no dia do meu aniversario, e ali recebi o diagnostico de vaginismo. A partir de então começou a minha jornada na fisioterapia com a Dr. Daniele. Foram 16 sessões no total e pude ver meu avanço a cada sessão. O que parecia impossível estava se tornando cada vez mais possível. A esperança voltou para mim e meu esposo.

Hoje, posso dizer que estou curada do vaginismo, depois de muito sofrimento e abalo emocional, conseguimos ser um casal de verdade. Digo a ele sempre, que agora sim eu me sinto mulher. Isso mudou nosso relacionamento, que está cada vez mais fortalecido. Só tenho a agradecer a Dra Débora Pádua, por se dedicar ao tratamento dessa doença.

E também a Dra Daniele, que me acompanhou nessa caminhada, sempre muito prestativa e profissional. A toda equipe agradeço, e espero que consigam cada vez mais pacientes curadas desse mal. Assim como eu, que as vezes nem acredito que passei por todo esse processo e, finalmente, venci. Obrigada a todas!