14 Anos de Dor na Relação Sexual deixados para trás!!!


Pensa numa paciente determinada! Tenho muito orgulho de ter feito parte da história dessa paciente, seu caminho foi longo mas ela nos encontrou e graças a sua dedicação superou o Vaginismo. Parabéns Querida e parabéns a Dra Daniele que à ajudou a dar fim nessa história!

agradeco-todas-as-dificuldades

Tenho 34 anos e estou casada há 14. Casei com meu primeiro e único namorado aos 19 anos. Por nossos princípios religiosos nos casamos virgens. Fomos para nossa noite de núpcias e… nada. Percebi que tinha muitoooo medo de ser penetrada. Mas achei que em algum momento isso ia passar. Mas não passou. Depois de uns 4 anos de casada reuni coragem e marquei uma consulta com uma ginecologista. Ela me examinou e disse que não havia nenhum problema físico que justificasse minha situação. Porem não disse o que eu tinha…apenas me deu uma bronca dizendo se eu não pensava na situação de meu marido…e me encaminhou para uma terapeuta sexual…sai de lá pior do que entrei…achava que não existia no planeta ninguém com o mesmo problema que o meu…não tive nem coragem de procurar a terapia que ela sugeriu.

Após alguns anos, aguardando uma consulta, li numa revista de saúde uma pequena matéria sobre vaginismo…finalmente descobri o nome do meu problema…era isso!!!nem acreditei que tinha uma explicação pro que eu sentia. Pesquisei muito sobre o assunto, mas não tive coragem para buscar tratamento…só de pensar na penetração com dilatadores sentia muita aflição. Me conformei com minha situação e achei melhor continuar com nosso jeitinho de ter relação, achando que uma hora ia acontecer…não era possível que algo tão simples pra algumas mulheres pra mim ia ser esse martírio!!! Pra mim tentar a penetração era como se alguém tentasse colocar o dedo dentro no meu olho…era impossível…contava sempre com a paciência e compreensão do meu marido que nunca, nesses 14 anos desistiu de nós…

Me sentia insegura, ansiosa, depressiva … precisei até buscar tratamento psiquiátrico por ter desenvolvido um quadro de ansiedade…demorei um pouco para contar para minha psiquiatra que tinha vaginismo…eu tentava justificar minha ansiedade com outros problemas, como trabalho, faculdade, estresse… mas quando contei, ela me encaminhou para psicóloga…fiz algumas sessões mas não resolveu meu problema…

Alem de não conseguir ter relação com meu marido, não fazia meus exames de rotina… isso começou a me preocupar…afinal já tinha mais de 30 anos. Morria de vergonha e de medo de procurar outra ginecologista e contar toda minha situação… mas de novo reuni coragem e marquei a consulta…só  pensava em como explicar com quase 14 anos de casada ainda era  virgem…mas fui…dessa vez já sabia pelo menos o nome do meu problema…vaginismo…vaginismo era a explicação. Ela me examinou e sem me avisar fez o exame de toque … não percebi, mas quando ela disse pra mim me contrai tanto que comecei a sentir dor…ela tentou colocar o especulo mas senti muita dor e ela achou melhor não insistir…mas pelo menos ela conseguiu colher o Papa Nicolau apenas com a escovinha…já me senti um pouco vitoriosa…ela passou os demais exames de laboratório e o que mais???terapia sexual…de novo. Liguei pra psicóloga que ela havia me indicado, mas não marquei nada… Comecei de novo a pesquisar o assunto, tentando achar outra saída … e o que encontrei???? O site da Dra. Débora Pádua… li todos os depoimentos, vi todos os vídeos várias vezes e ao retornar na ginecologista pra levar os resultados dos exames falei pra ela do tratamento que havia encontrado na internet, a fisioterapia uroginecológica …falei que estava pensando em buscar esse tratamento em vez da terapia, já que já havia feito uma vez  e não resolveu o meu problema…ela me disse: você está pensando não…você vai…e vai voltar aqui pra me contar o resultado!!! Prometi a ela que faria sim…e voltaria com boas noticias…senti que daria certo…

Liguei no consultório, marquei minha avaliação…até ai foi fácil…mas e ir ate lá? Contar toda minha saga de novo…mas uma coisa eu tinha certeza…a Dra Débora sabia TUDO sobre vaginismo e era a pessoa que podia me ajudar… ao ver os vídeos explicativos dela tudo parecia tão simples de resolver, ela me passou tanta competência…mostrei todos os vídeos pro meu marido…ele disse : ela parece ser uma profissional muito séria…vamos tentar sim!

Chegou o dia da avaliação (22/10/15)…meu Deus quanta expectativa!!! Cheguei lá e fui recebida pela Victoria (uma fofa)…quando entrei no consultório e vi a Dra Débora falei : você existe mesmo…é de verdade!!! Ela disse: só sou um pouco mais baixinha…rs…eu não acreditava que tinha conseguido chegar ali e ela estava na minha frente…pronta pra me ajudar…

Conversamos bastante, ela anotou cada detalhe da minha história … ao lado dela estava a pessoa que iria me ajudar a mudar minha historia (Dra. Daniele Moreira) mas até então eu não sabia disso…

Depois da conversa … a avaliação … quanta delicadeza a Dra Débora mostrou…antes de cada toque ela avisava o que iria fazer e perguntava o que eu sentia…e acreditem, na avaliação ela conseguiu introduzir o dedo e o 4º de 6 dilatadores… eu não senti dor…só uma leve ardência…ela me fez olhar num espelhinho e eu não acreditei no que vi…realmente o dilatador estava lá dentro… falei pra ela: você fez mágica…não é possível!!!

Bom… resultado da avaliação: vaginismo leve a moderado, precisaria de 10 a 15 sessões para estar livre desse pesadelo. Precisava começar logo, tinha que aproveitar essa dose de coragem que me deu, antes que eu desistisse de novo…mas a agenda da Dra Débora só estaria disponível para o fim de novembro…mas poderia começar na semana seguinte com a  Dra. Dani Moreira…não tive dúvida…marquei…

Primeira sessão…muita tensão…mas de novo fui surpreendida pela delicadeza, competência e profissionalismo da Dra. Daniele…a cada sessão me sentia cada vez mais surpresa com os resultados…claro que dá aquele medo de que não vai funcionar com você…que você vai ser a única paciente que não vai conseguir…mas acredite…VAI DAR TUDO CERTO!

Fiz TODOS os exercícios rigorosamente…TODOS mesmo!!! Na sétima sessão fomos liberados pra tentar a penetração … de novo não acreditei … DEU TUDO CERTO… sem dor …sem ardência … sem aflição … dai pra frente foi cada vez mais fácil … na 11º sessão veio a esperada e ansiada ALTA … me despedi da Dra. Dani emocionada e realizada … agora me sinto uma mulher normal…uma mulher que: faz seus exames de rotina sem problema, que usa absorvente interno e tem vida sexual com seu marido!!!

Agradeço a Deus por ter encontrado a  Dra. Débora … por ter conhecido a Dra. Dani…continuem esse trabalho tão importante que muda a vida de pessoas que chegam ai sem um pedaço de suas vidas e vocês colocam esse pedaço com tanta competência e carinho!