Depois de 15 anos com Vaginismo, ela venceu!!!


Hoje que postar para vcs o depoimento de mais uma de minhas pacientes que sofreu com o Vaginismo sem consumar seu casamento por 15 anos.
Quando chegou em meu consultório já se via que estava muito determinada a resolver seu problema de uma vez por todas e foi exatamente isso que aconteceu.
Não preciso escrever muito, pois ela contou toda sua história e chegou a me emocionar lendo cada linha. Espero que vcs gostem!!!

Meu nome é Marcela, sou casada há 15 anos, eu e
meu esposo casamos virgens e iniciamos nossa busca pelo sexo com penetração,
porém o tempo foi passando e não conseguíamos nada, parecia que havia um muro
enorme na minha vagina que impedia a entrada de um simples cotonete. Sofri
calada durante os dois primeiros anos de casada foi quando resolvi buscar ajuda
com uma ginecologista. Ao me consultar com a médica e relatar o que acontecia
comigo, ou melhor, o que “não acontecia” ela me olhou com uma cara de
espanto dizendo que era um absurdo eu ainda não ter tido relação com meu
esposo, pediu para me examinar e tentou colocar o dedo, foi horrível tudo ardia
muito, me sentia literalmente sendo rasgada e ela conseguiu introduzir apenas
2cm na minha vagina e ainda brigando comigo mandando eu relaxar, como se fosse
simples assim… No decorrer da conversa eu disse para ela que meu esposo
estava me aguardando na sala de espera do consultório e ela foi chama-lo para
dizer para ele que eu não tinha nada e que se eu não conseguisse relaxar ele deveria
me pegar a força… Enfim, minha situação só piorou, pois não conseguia a
penetração e ainda tive um “diagnóstico” que eu não tinha nada e isso
me afastou de buscar ajuda novamente.
Os anos foram passando e nada de sexo com
penetração, eu e meu esposo sempre realizávamos diversas “brincadeiras sexuais”
envolvendo carícias e sexo oral, mas sempre quando achávamos que iríamos
conseguir vinha a frustração.
 Encontrei
o termo vaginismo pela internet e para minha surpresa descobri que varias
mulheres também tinham este problema, me encorajei e procurei novamente outro
ginecologista. Ao me consultar eu já fui informando o termo vaginismo e pedindo
ajuda. Ele foi me examinar e conseguiu introduzir com calma, porém doendo
muuuuito dois dedos, e pediu que eu tentasse em casa e caso não conseguisse
para retornar. Passaram os dias e eu não consegui ter a penetração e quando eu
retornei ao consultório ele ficou perplexo dizendo que eu devia relaxar, tomar
bastante vinho que conseguiria, ou então fazer uma pequena cirurgia para
abertura na minha vagina, mas já foi avisando que a recuperação seria dolorosa.
Saí do consultório mais uma vez arrasada, convencida que o problema era comigo
e que NUNCA conseguiria uma relação completa.
Enfim, minhas experiências nos consultórios
médicos foram horríveis, fui sempre “tratada como anormal”, e isso me
desmotivou mais e mais de procurar ajuda durante esses anos.
Pesquisando na internet encontrei o Blog da
doutora Débora Pádua onde tinha um depoimento de uma mulher que também tinha o
vaginismo há 15 anos e estava curada, quando li o depoimento não acreditei,
pois me enxerguei naquele relato e não tive duvidas, preciso marcar uma
consulta. Só em conversar com a doutora foi maravilhoso, poder compartilhar com
alguém algo que há 15 anos é um tormento em minha vida foi ótimo, pois ela foi
extremamente acolhedora e sensível ao me ouvir, não fazendo aquelas expressões
de que eu era uma pessoa de outro planeta, enfim, agendamos 15 sessões, o que
eu achava que seria muito pouco para solucionar um problema de 15 anos, mas
enfim, iniciamos as sessões e com toda sua técnica e profissionalismo iniciamos
o tratamento. Minha evolução ao tratamento foi surpreendente, a cada sessão
percebia a melhora na minha musculatura, sempre fazendo os exercícios que ela
recomendava.
Após a 7º sessão a doutora Débora me “liberou” para
eu tentar ter a penetração, fiquei desconfiada, pois não conseguia acreditar
que algo de 15 anos se resolveria de uma forma tão rápida, mas foi exatamente o
que aconteceu, após a 7· sessão consegui ter a tão sonhada relação com
penetração e o mais surpreendente foi que eu NÃO SENTI DOR NENHUMA!!, tanto que
eu nem acreditei quando meu esposo disse que já havia entrado tudo. Estamos em
uma fase de pura curtição, tirando o “atraso”..kkk, estamos tendo muitas
relações e em diversas posições que nunca imaginei que realizaria.
Agradeço primeiramente ao meu Deus por ter
colocado no nosso caminho a dra. Débora Pádua, profissional comprometida e com
um saber incontestável, faltam palavras para agradecer as mudanças que você
realizou em minha vida, me fez sentir mulher de verdade, uma mulher completa,
que possui direto de ser feliz e de se realizar sexualmente, você me trouxe a
vontade de viver mais e mais, obrigada pela sua sensibilidade e acolhida.

E claro que não poderia faltar o agradecimento ao
meu amado esposo, sempre tão carinhoso e paciente, durante estes 15 anos muitas
conversas, choros, angustias e frustrações passamos juntos e você sempre
procurou me acalmar e me fazer sentir valorizada como mulher. Obrigada por me
esperar!!



É por isso que sempre digo que amo o que faço e sei que posso fazer a diferença na vida das pessoas e isso me alimenta a cada dia e a cada novo paciente que entra pela minha porta procurando ajuda!!!